Fones: (81) 3753.1118 - Fax: (81) 3753.1156

CAPS – Centro de Atenção Psicossocial

16 de março de 2017

 CAPS – CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

Seu objetivo é oferecer atendimento à população, realizar o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), entre todos os dispositivos de atenção à saúde mental, têm valor estratégico para a Reforma Psiquiátrica Brasileira. Com a criação desses centros, possibilita-se a organização de uma rede substitutiva ao Hospital Psiquiátrico no país. Os CAPS são serviços de saúde municipais, abertos, comunitários que oferecem atendimento diário.

É função dos CAPS:

– prestar atendimento clínico em regime de atenção diária, evitando as internações em hospitais psiquiátricos;

– acolher e atender as pessoas com transtornos mentais graves e persistentes, procurando preservar e fortalecer os laços sociais do usuário em seu território;
– promover a inserção social das pessoas com transtornos mentais por meio de ações intersetoriais;
– regular a porta de entrada da rede de assistência em saúde mental na sua área de atuação;
– dar suporte a atenção à saúde mental na rede básica;
– organizar a rede de atenção às pessoas com transtornos mentais nos municípios;
– articular estrategicamente a rede e a política de saúde mental num determinado território
– promover a reinserção social do indivíduo através do acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

Estes serviços devem ser substitutivos e não complementares ao hospital psiquiátrico. De fato, o CAPS é o núcleo de uma nova clínica, produtora de autonomia, que convida o usuário à responsabilização e ao protagonismo em toda a trajetória do seu tratamento.

Os projetos desses serviços, muitas vezes, ultrapassam a própria estrutura física, em busca da rede de suporte social, potencializadora de suas ações, preocupando-se com o sujeito e a singularidade, sua história, sua cultura e sua vida cotidiana.

Last modified: 16 de março de 2017

Comments are closed.